Máscaras Cirúrgicas: Será que realmente são efetivas?

Máscaras Cirúrgicas: Será que realmente são efetivas?

Após a confirmação de novos casos de coronavírus em São Paulo, as máscaras cirúrgicas descartáveis ficaram ainda mais em evidência. As máscaras cirúrgicas são famosas nos noticiários, quando vemos os asiáticos se protegendo em lugares públicos. A máscara tem duas funções, evitar que você passe o vírus e evitar que você se contamine com o vírus.   

Na ásia muitas pessoas utilizam as máscaras para evitar a poluição ou contra partículas de poeira. 

Quem deve usar as máscaras Cirúrgicas 

Claros Porém quando falamos de epidemias, os médicos recomendam o uso dessas máscaras só é para indivíduos que já estão doentes. Muitos casos essas pessoas não querem ou não podem ficar reclusas. Então ao sair para lugares públicos e para não transmitir infecções para outras pessoas elas usam a máscara. As máscaras cirúrgicas padrão foram desenvolvidas para garantir o bloqueio de partículas e gotículas. 

Qual a sua validade?

Por isso elas são descartáveis, possuindo um prazo de validade. Passar um dia inteiro com uma, cuja superfície ficará infectada, pode trazer risco de contaminação para outras pessoas. Especialistas dizem que as máscaras devem ser trocadas e descartadas de 4 em 4 horas.  

O Brasil já relata a falta dessa máscara no mercado, isso porque as empresas produtoras estão exportando para o mercado asiático. O Ministério pode intervir, forçando as empresas a priorizar o abastecimento do mercado interno. Empresas que não seguirem essa recomendação poderão receber pesadas multas. 

Recomendações da OMS

Para quem não possui acesso as máscaras cirúrgicas a Organização Mundial da Saúde (OMS) sugere outras medidas de segurança para conter os surtos. Entre as mais eficazes estão:

  1. Lavar as mãos com frequência;
  2. Higienizar as mãos com álcool, se não tiver use água e sabão;
  3. Evitar levar mãos sujas à boca ou ao nariz; 
  4. Usar e descartar tecidos quando espirrar ou tossir;  
  5. Manter uma distância de ao menos um metro de outras pessoas;

Gostou da matéria? Mantenha-se informado, acesse nosso blog!

Comentários