Coronavírus no Brasil: 10 Coisas que você precisa saber

Coronavírus no Brasil: 10 Coisas que você precisa saber

A notícia que não queríamos ouvir, coronavírus no Brasil! Foi reportado o primeiro caso de coronavírus no Brasil. Um homem de 61 anos, que mora na cidade de São Paulo, está infectado pelo vírus. Foram feitos 2 testes e a contra prova deu positivo para infecção por coronavírus.

Ele teve contato com 30 membros de sua família que segue em observação. O ministério da saúde está tomando providências para evitar que a doença se propague. O paciente e a sua família estão em isolamento domiciliar e os passageiros do voo estão em observação. 

Agora que temos essa confirmação temos que ter cuidados especiais para evitar o surto. Segue 10 informações cruciais que você precisa saber sobre o coronavírus.

1. O que é o coronavírus?

A família dos coronavírus é uma velha conhecida da comunidade médica desde a década de 60. É um grupo que provoca desde simples resfriados até outras manifestações mais agressivas, como a Sars (sigla em inglês para Síndrome Respiratória Aguda Grave) e a Mers (Síndrome Respiratória do Oriente Médio). 

2. Novo coronavírus no Brasil

Uma mutação do vírus surgiu na China, mais precisamente na região de Wuhan. As agências de saúde chinesas ainda não sabem precisamente a origem desse novo vírus. Até porque esse tipo de vírus pode atacar todas as espécies de répteis e de mamíferos.  Essa mutação do coronavírus recebeu o nome de Covid-19 e chegou ao Brasil através da Itália. O paciente viajou para a Lombardia, norte da Itália, região que possui vários casos da doença.

3. Principais sintomas

Esse novo coronavírus causa, na maioria dos casos, sintomas respiratórios leves. Os mais relatados são:

  • Febre;
  • Tosse;
  • Coriza;
  • Dificuldade para respirar;

4. As máscaras não são tão eficientes como se imagina

Apesar de recomendadas as máscaras não são tão eficientes se você não tomar alguns cuidados. Elas geralmente ficam folgadas, elas podem ficar suadas, molhadas e devem ser trocadas de 4 em 4 horas. Outro ponto importante é que essas máscaras não cobrem os olhos.

5. Principais cuidados

Para se proteger do novo coronavírus são necessários tomar alguns cuidados como:

  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Lavar as mãos com frequência com água corrente e sabão por no mínimo 20 segundos. 
  • Usar um antisséptico para as mãos à base de álcool em gel, ao sair do transporte público, antes de se alimentar ou usar equipamentos comunitários.
  • Usar lenços descartáveis para higiene, nada de toalhas e lenços de pano.
  • Cobrir nariz e boca sempre que for espirrar ou tossir com um lenço de papel, lembre-se de descartá-lo corretamente.
  • Limpar corretamente as mãos depois que tossir ou espirrar.
  • Evitar tocar em olhos, nariz e boca sem higienizar as mãos.
  • Manter ambientes muito bem ventilados.
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal como copos, garrafas e talheres.

6. Transmissão assintomática

Um dos perigos do novo coronavírus é a transmissão assintomática. O que isso significa? Que você transmite a doença antes mesmo de demonstrar algum sintoma. Isso, talvez, seja uns dos maiores perigos da doença e um dos fatores que fazem ela se proliferar de forma tão rápida. 

7. Não é tão letal assim

Apesar da grande taxa de contágio, o Covid-19 não é tão letal assim, cerca de 2% dos infectados vem a óbito. Número muito baixo perto de outros coronavírus, como o SARS e o MERS. De acordo com as autoridades, a grande maioria dos óbitos causados pelo o atual coronavírus têm ocorrido em indivíduos que já possuíam doenças associadas ou idade avançada.

8. Não existe cura

Outro fator que torna o Covid-19 uma doença letal, é o fato dela não ter cura. A comunidade científica está trabalhando em uma vacina, porém, o prazo de desenvolvimento pode levar anos. Vacinas de gripe comum não são eficientes contra esse novo vírus, mas o Ministério da Saúde confirmou que vai antecipar a campanha de vacinação este ano. 

9. Animais não podem transmitir o novo coronavírus

Apesar do Covid-19 ter surgido provavelmente de mamíferos ou de morcegos, a chance de animais transmitirem a doença é quase nula. Isso porque o vírus sofreu uma mutação para infectar os seres humanos. Outro ponto importante é que a fonte original do Covid-19 foi provavelmente uma espécie selvagem, isso torna ainda mais improvável a infecção direto de um animal domestico.

10. Grupo de Risco

Outra questão muito importante é saber quem está no grupo de risco. Apesar da doença não ser tão letal assim, existe um grupo de pessoas que a taxa de letalidade aumenta:

  • Idade superior a 60 anos, acima dos 80 a taxa aumenta ainda mais;
  • Doenças pulmonares graves;
  • Procedimento de transplante recente;
  • Pessoas que possuem diabetes
  • Grávidas;

Estando no grupo de risco ou não, é imprescindível manter as orientações para se proteger da doença e evitar que ela se propague. 

Quer ficar informado sobre o coronavírus no Brasil? Acompanhe nosso blog!

Comentários