Quem já teve uma dorzinha de cabeça sabe o tanto que ela é inconveniente e incomoda, mas geralmente um remedinho soluciona o problema. Agora imagine quem sofre de dores intensas e frequentes no crânio e, pior ainda, geralmente associadas a problemas digestivos como náuseas e sensoriais!

As pessoas que sofrem de enxaquecas sabem o tanto que a doença pode atrapalhar seu dia a dia e dificultar a execução de tarefas simples como ler, assistir à TV, dormir e comer – sem falar em trabalhar.

O que nem todo mundo sabe, no entanto, é que alguns alimentos são mais propensos a causar enxaqueca e, sendo evitados, podem trazer melhorias à saúde e bem-estar.

Produtos industrializados, com muitos aditivos artificiais, estão na lista. Além deles, os que estimulam o sistema nervoso central também podem provocar dores intensas no crânio, bem como frituras e gorduras em excesso. Veja alguns exemplos:

1. Bebidas e alimentos que contêm cafeína

Além do café, bebidas à base de cafeína como guaraná, chá verde, chá mate, chá preto, bebidas energéticas, chocolate e refrigerante podem desencadear enxaqueca. Para quem não está acostumado a ingerir esse tipo de bebida e alimento, pequenas doses já podem desencadear uma crise. 

2. Bebidas alcoólicas

O álcool quando metabolizado por nosso organismo, se transforma em acetato, que pode causar enxaqueca. Tequilas, licores e vinhos são os mais perigosos.

3. Frutas cítricas

O ácido cítrico e a naringina podem causar uma reação alérgica e, para quem é propenso, desencadear crises de enxaqueca. Frutas como laranja, abacaxi, acerola, kiwi, limão e frutas cítricas de maneira geral podem gerar crises; 

4. Carnes processadas e embutidos

Carnes processadas e embutidos como presunto, salame, mortadela, linguiça, bacon e salsicha contém um composto químico chamado nitrito. Esse componente é usado para preservar a cor da carne e sua influência pode gerar crises até 6 horas após o seu consumo. 

5. Temperos e sopas prontas 

O Glutamato Monossódico como cubos de carne, caldo de galinha e legumes são considerados ativadores de enxaqueca;

6. Queijos

Os queijos, principalmente os amarelos, mais gordurosos, possuem uma substância chamada tiramina, que também podem desencadear ou amplificar crises de enxaqueca;

7. Aspartames

Os aspartames metabolizam no nosso organismo substâncias como a amina e a fenilalanina. Essas substâncias podem ser responsáveis por desencadear crises de dor de cabeça. 

8. Manteigas, margarinas e óleos vegetais

Manteigas, margarinas e óleos vegetais contêm conservantes de vários tipos, que o corpo entende como toxinas.

Mas calma!

Isso não significa que consumir um dos alimentos acima fará com que desencadeia em você uma crise de enxaqueca. Cada organismo reage de um modo e, por isso, é sempre recomendada a orientação de um médico especialista. 

Além disso, fatores como jejum, sono, ambientes inóspitos (barulho alto, cheiro forte ou excesso de luzes) e estresse também podem estar ligados às dores agudas no crânio. Mas para quem já sofre de dor de cabeça, uma mudança de hábitos na alimentação pode levar a uma vida mais saudável e sem dores. 

O que posso comer?

O consumo de alimentos ricos em vitaminas do complexo B – feijão, lentilha e grão-de- bico, por exemplo – ajuda a prevenir a enxaqueca por proteger o sistema nervoso central.

Além disso, a dieta pode incluir peixes, que são ricos em ômega 3, como o salmão, a sardinha ou a cavalinha. Alguns alimentos contêm triptofano, que aumentam a produção de serotonina – hormônio responsável pela sensação de bem-estar. São eles: leite e banana. 

As oleaginosas – castanhas, amêndoas e amendoim – ajudam na diminuição do estresse e sementes como a chia e linhaça também são indicadas. 

A lista para uma alimentação saudável inclui ainda algumas bebidas como suco de couve com água de coco, por ser rico em antioxidantes e combater inflamações, e chás. Os de flores de lavanda, maracujá ou erva-cidreira são calmantes e promovem aquela sensação de bem-estar que todos merecemos ao fim de um dia desgastante.