Você sabia que poluentes, cigarro, álcool e drogas, têm grande interferência na qualidade do sêmen? Também sabia que os gases tóxicos, emitidos por veículos, as substâncias químicas encontradas em tintas e solventes, agrotóxicos, e embalagens plásticas interferem no sistema reprodutivo dos homens reduzindo a qualidade e o número dos espermatozóides? E que entre os inúmeros prejuízos à nossa saúde causados por essas substâncias, há um prejuízo significativo na produção de hormônios? Portanto, devemos evitar ao máximo a exposição aos poluentes, pesticidas, agrotóxicos, estabilizantes, corantes a que estamos sendo “bombardeados” constantemente. Comece sua prevenção desde já! Nunca é tarde para começar a se cuidar.

Aqui vão algumas dicas:

  1. Evite consumir produtos industrializados contendo aditivos, corantes, conservantes e edulcorantes artificiais. Priorize o consumo de alimentos naturais, livres de conservantes. Utilize  produtos orgânicos sempre que possível.
  2. Evite comprar alimentos embalados em plásticos. Se comprar um alimento em embalagem plástica, acondicione em potes de vidro, especialmente os alimentos gordurosos.
  3. Evite utilizar filme plástico com alimento.
  4. Não beba bebidas quentes ou sopas em copos ou recipientes plásticos.
  5. Não aqueça alimentos em conteúdos plásticos ou metálicos.
  6. Não coloque alimentos aquecidos em embalagens  de plástico ou de metal.
  7. Não beba água que ficou em garrafas de plástico expostas ao sol.

Diminuir a exposição tóxica dos nossos corpos é um dos primeiros passos para uma vida mais saudável!!

  Fontes: Manual de Orientação – Departamento de Nutrologia – Sociedade Brasileira de Pediatria. 3ª Edição. 2012. Clinical Nutrition: a funcional approach, IFM, 2004. BAILLIE-HAMILTON., P.F. Chemical toxins: a hypothesis to explain the global obesity epidemic J Altern Complement Med; 8 185-192, 2002