Estamos em novembro, mês em que todo o mundo se une na luta contra o câncer de próstata. E você sabe porque esse tipo de doença tem um mês inteiro de conscientização? A explicação pode ser encontrada nos números.

O câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens e é causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas.

Segundo dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil um homem morre a cada 38 minutos por causa do câncer de próstata. Preocupante, né? É justamente para tentar evitar a morte de outros homens que o Novembro Azul foi criado, ainda em 2003, na Austrália.

O décimo primeiro mês do ano foi escolhido para promover as ações de conscientização e de conhecimento da doença porque o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata é em 17 de novembro. Quer saber mais sobre o assunto? Então acompanhe!

Quem geralmente tem câncer de próstata?

Para quem não sabe, a próstata é uma glândula masculina que fica logo abaixo da bexiga e à frente do reto. Somente homens, portanto, podem ser acometidos pelo câncer de próstata. E a incidência é maior na terceira idade.

Cerca de 6 em cada 10 casos são diagnosticados em homens com mais de 65 anos. Como são raros os diagnósticos em homens com idade inferior a 40 anos, o recomendado é que a prevenção tenha início aos 45 anos nos homens que têm casos da doença na família e 50 anos nos demais.

Como é feita a prevenção

Adotar hábitos saudáveis diminui o risco de várias doenças, inclusive o câncer. Portanto, manter uma alimentação equilibrada, não fumar, ter um peso saudável, praticar regularmente atividades físicas e identificar problemas de colesterol, pressão alta e diabetes são recomendações indicadas para o bem-estar.

No entanto, no caso do câncer de próstata, o diagnóstico precoce é de extrema importância para que haja possibilidade de cura. Mesmo sem ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos (com fatores de risco) ou 50 anos (sem fatores de risco) devem ir ao médico urologista para que seja feito o exame de toque retal e de PSA.

Exame dura apenas 10 segundos

O exame físico, de toque, ainda é cercado de polêmica e preconceito e talvez por isso seja tão necessária a conscientização nesse Novembro Azul.  

Realizado pelo médico urologista, o exame dura apenas 10 segundos – tempo suficiente para detectar o câncer de próstata precocemente, quando as chances de cura são maiores e os tratamentos menos invasivos.

No exame, o médico analisa a consistência da próstata, o tamanho e se existem lesões palpáveis através do reto e na glândula. O procedimento, assim como o que dosa o PSA – feito por coleta de sangue –, deve ser feito anualmente, como rotina.

Se o toque retal e a dosagem de PSA apresentarem suspeitas de câncer de próstata, podem ser solicitadas biópsias, que retiram fragmentos da próstata para análise.

Sintomas do câncer de próstata

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas. Quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Entre os sintomas estão dores ao urinar, vontade de urinar com frequência, presença de sangue na urina e/ou no sêmen e dor óssea.
Por isso é de extrema importância a realização dos exames a fim de detectar o tumor em estágio inicial. O homem deve entender que a saúde deve sempre vir em primeiro plano, acima de qualquer preconceito.